Museu na Alemanha apresenta tendências para vida no futuro

Mais de 14 mil m² voltados para tecnologia e inovação. Essa é a proposta do Futurium, museu inaugurado recentemente no coração de Berlim

por Luiza Bravo em 5 de novembro de 2019

 

O Futurium, museu inaugurado recentemente no coração de Berlim, capital da Alemanha, instiga os visitantes a pensar sobre a vida no futuro e suas tecnologias, como inteligência artificial, novos materiais de construção e até comida sintética. A ideia é fomentar o debate sobre possíveis futuros de forma interdisciplinar, misturando cultura, política, natureza e negócios.

Para costurar esse raciocínio, o museu foi dividido em três ambientes: áreas de exposições, o laboratório e o fórum. A fachada brilhante, com janelas panorâmicas de 28 metros de largura, lembra uma nave espacial. Impressionante por fora, o projeto também é inteligente por dentro: o edifício tem baixo consumo de energia e conquistou certificações de sustentabilidade.

O futuro em nossas mãos

Esqueça tudo que você já viu em museus tradicionais. Na área de exposições do Futurium, objetos visionários, como carros voadores e instalações lúdicas despertam a curiosidade dos visitantes e mostram como o futuro pode ser.

Os visitantes são convidados a pensar sobre tópicos do cotidiano, a partir de debates científicos e discursos que abrangem uma variedade de disciplinas e profissões. Como vamos viver, trabalhar e nos alimentar nos próximos anos? Quais serão as principais formas de energia usadas? O objetivo é traduzir assuntos complexos para um público amplo, fomentar a discussão e aprimorar a tomada de decisão coletiva.

O conteúdo foi todo desenvolvido por cientistas, e levanta reflexões sobre os grandes desafios da vida contemporânea. O público é instigado a descobrir as diferentes opções para o futuro, decidir qual prefere e como poderia ajudar a criá-lo.

Tecnologia nas profundezas 

O piso inferior do museu foi construído seis metros abaixo do nível do Rio Spree. O local abriga um laboratório de 600 m², com piso asfáltico preto e 126 telas fluorescentes. Lá, os visitantes podem experimentar na prática a futurologia – ciência que estuda como os acontecimentos contemporâneos podem impactar nossa vida daqui a alguns anos.

No FuturiumLab é possível conhecer, tocar e experimentar objetos que farão parte do nosso dia a dia em breve. Os visitantes podem, por exemplo, criar produtos e imprimi-los em impressoras 3D, e interagir com robôs que facilitam o trabalho doméstico e com idosos.

Em uma cozinha especial, também é possível provar insetos, que podem ser uma alternativa para atender à demanda por alimentos no futuro.

A inteligência artificial também tem espaço no laboratório. Uma cabine de votação fictícia instalada no local usa um algoritmo para ler o rosto do visitante e decidir em quem ele irá votar. Uma forma lúdica de alertar a população sobre os riscos dessa tecnologia.

 Troca de ideias

O fórum é o lugar onde as pessoas conversam. Cientistas, artistas e cidadãos trocam experiências e perspectivas entre si. Lá, é possível aprofundar os temas da exposição, assistir a apresentações e participar de workshops.

Até dezembro/19, estavam previstas na agenda palestras sobre inteligência artificial, arte e ciência e sobre o relacionamento entre o homem e a máquina. A entrada é gratuita.

 

Fonte: https://www.whow.com.br/global-trends/museu-na-alemanha-apresenta-tendencias-para-vida-no-futuro/